Protestos e apoi, saiba tudo que cercou a posse de Donald Trump

Sexta feira, dia 20/01/2017, será marcada como a posse do presidente norte-americano Donald Trump. O republicano sucedeu Barack Obama diante dos presidentes anteriores. Bill Clinton (acompanhado da sua esposa, Hilary Clinton que foi derrotada nas urnas), Jimmy Carter e George W Bush.

O que marca esse novo presidente em relação aos anteriores é a grande falta de popularidade. Bilionário envolvido em escândalos, sua candidatura foi desacreditada e muitos davam como certa a vitória da esposa de Bill Clinton. Essa projeção negativa é atacada pelo novo presidente como mentirosa e corrupta, fruto dos mesmos profissionais da mídia que divulgavam a ampla superioridade da Hillary Clinton na corrida presidencial.

“As mesmas pessoas que fizeram essas pesquisas eleitorais falsas, que estavam completamente erradas, agora estão fazendo estudos de aprovação. São tão corruptos quanto antes” – Donald Trump

Os dias anteriores a posse foram marcados por intensos protestos, tanto a favor quanto contra ao novo presidente. A marcha das mulheres teve uma adesão de 200.000 inscritas, entre elas famosas como Katy Perry, Cher e Scarlett Johansson. O evento se organizou para funcionar de forma simultânea em 200 cidades norte-americanas e no exterior como em Portugal.

Outro protesto muito emblemático são os contrários a nova politica de imigração do novo governo. A campanha do Donald Trump foi recheada de comentários xenofóbicos e agressivos a imigrantes ilegais mexicanos. “Quando o México manda seu povo aos Estados Unidos, eles mandam pessoas que têm um monte de problemas e trazem estes problemas para nós. Eles trazem as drogas, trazem o crime, são estupradores. E alguns deles, eu confesso, são boas pessoas. Eu iria construir um muro. E ninguém mais entraria ilegalmente. Eu faria o México pagar por isso.” – Discurso em sua campanha eleitoral.

Uma das maiores manifestações Pró Donald Trump, são de motoqueiros. Cinco mil motoqueiros estiveram na posse do novo presidente formando um cordão humano para a proteção do local contra manifestações violentas. Os grupos de linha conservadora defendem ferrenhamente as propostas de Trump, dentre o maior dele os “Bikers for Trump”.

Alguns artistas e atletas de peso apoiam o novo governo, entre eles, Mike Tyson, Hulk Hogan, Lou Ferrigno, Denis Rodman, Stephem Baldwim, Gary Busey, Jesse James, Charlie Sheen.

O 45° presidente americano de 70 anos recebeu o cargo do republicano Barack Obama no capitólio louvado com apresentações musicais. Obama manifestou-se diversas vezes a favor da candidata rival Hillary Clinton tuitou no dia da posse pedindo ideias aos internautas sobre o que fará na sua aposentadoria.

“Eu não vou parar, eu vou estar lá com você, como cidadão, inspirado por suas vozes de verdade e justiça, bom humor, e amor”, tuitou.

“Quando olhamos para frente, eu quero que os nossos primeiros passos reflitam o que mais importa para você. Compartilhe suas ideias comigo em http://Obama.org.” – Barack Obama

Construcap: perfil e investimentos para aumentar a rentabilidade

A história da construtora remete ao ano de 1944, quando os engenheiros Caio Luiz Pereira de Souza e Henrique Pegado fundaram a Construtora Pereira de Souza. Em 1955, os engenheiros Júlio Capobianco, José Mandacaru Guerra, John Ulic Burke Jr., José Ribeiro do Valle e Iório Adami inauguraram a Construcap Engenharia. Em 1972, surgiu, como resultado da fusão das duas companhias, a Construcap CCPS Engenharia e Comércio SA.

Atuando no mercado público e privado nos segmentos de infraestrutura, edificações e energia, a Construcap está entre as dez maiores construtoras do país. Seus processos são baseados no Sistema Integrado de Gestão (SIG).

O SIG abrange os requisitos de Segurança, Qualidade, Saúde Ocupacional e Meio Ambiente, e são certificados pelas normas NBR ISO 9001:2008, NBR ISO 14001:2004, OHSAS 18001:2007, PBQP-H / SIAC – Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat.

Em 2010, a construtora paulista, por conta da crescente demanda por seus serviços, optou por apenas atender clientes do setor industrial, pois são construções de longo prazo e mais complexas em troca de margens melhores. O resultado foi uma queda de receita no ano seguinte, mas que por outro lado a tornou uma das empresas mais rentáveis do país, sendo eleita pela premiação da Revista Exame, “Melhores e Maiores”, de 2012, como a melhor do setor de construção naquele ano.

Naquele ano, após ser eleita a empresa de maior rentabilidade na área de construção, a empresa fechou um joint venture – associação de empresas, sem alteração em suas personalidades jurídicas e com fins lucrativos, para realização de negócios – com a multinacional Fluor Corporation, a maior companhia de construção de capital aberto dos Estados Unidos, especialista em projetos de construção para o setor industrial. O objetivo da construtora no negócio foi ampliar o oferecimento de serviços de engenharia, construção e projetos para empresas no Brasil, diminuindo custos e aumentando a qualidade. Antes da joint venture, a Construcap trabalhava a partir de projetos entregues pelos clientes ou terceirizava sua elaboração.

Em 2016, a empresa ocupou a 431ª posição no ranking “Empresas Mais”, lista organizada pelo jornal O Estado de São Paulo junto a agência Broadcast que elenca as 1.500 empresas com melhor desempenho financeiro do Brasil.

A Construcap participa de diversas licitações e é responsável por variadas obras no país como a Galvani Complexo Mineroindustrial em Serra do Salitre, no Alto Parnaíba, onde recentemente realizou a campanha educativa “Mãos a Obra”, que tem por objetivo melhor conscientizar sobre o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

Além disso, em 2015, a construtora foi premiada com um dos prêmios mais cobiçados do mercado da construção civil, o ENR Global Awards, prêmio de longa tradição no setor, considerado o Oscar da construção civil, pela construção da fábrica da Fiat em Goiana (PE). Os números da obra são impressionantes, a área do empreendimento equivale a aproximadamente 800 campos de futebol, são 3,6 milhões de metros quadrados, nos quais 747.000 m² são de área construída, incluindo todas as construções, acessos e infraestrutura.