Uma máquina que absorve CO2 do ar foi criada na Suíça e o gás depois de transformado está sendo comercializado

Várias negociações sobre como executar as mudanças propostas no Acordo de Paris, foram discutidas na Conferência da ONU sobre o clima, que aconteceu na cidade alemã de Bonn. Os países participantes promovem iniciativas para diminuir a quantidade de CO2 encontrada na atmosfera, e com isso conter o aquecimento do planeta.

Apesar do CO2 constituir somente 0,04% da atmosfera global,  o índice de concentração atual  é o maior encontrado em 800 mil anos.

Conseguir retirar o gás carbônico da atmosfera é um projeto complicado e caro. Mas uma iniciativa para mudar isso está acontecendo na Suíça, onde foi criada uma máquina que tem como objetivo, extrair CO2 da atmosfera e transformá-lo em algo rentável.

Em Hinwil, uma cidade que fica perto de Zurique, um centro de reciclagem possui dezoito ventiladores que estão empilhados entre si, apresentando tamanhos parecidos com o de uma máquina de lavar. Esses aparelhos retiram o ar encontrado em volta, e apresentam filtros com elementos químicos dentro dele que extraem o gás carbônico do ar. Esses filtros são retirados quando ficam cheios e colocados em uma temperatura de 100º C, utilizando o calor produzido pelo próprio centro de reciclagem. Todo esse procedimento se reverte em um CO2 puro, que vai ser comercializado depois.

Esse sistema que extrai CO2 do ar foi criado pela empresa Climeworks da Suíça, e consegue absorver do ar cerca de 900 toneladas de CO2 anualmente. Esse gás acaba sendo comercializado com uma estufa que está localizada em uma região próxima da usina, sendo que esse gás carbônico puro é utilizado para incentivar o crescimento de vegetais.

Na opinião dos inventores da máquina, essa não é somente uma inovação brilhante, mas ela representa também um tipo de negócio lucrativo.

Jan Wurzbacher, um dos sócios da empresa, declarou que é a primeira vez que o gás carbônico é comercializado. Ele acredita que para incentivar a absorção de CO2 da atmosfera, é necessário que isso represente um comércio rentável.

A empresa Climeworks comercializa o CO2 com produtores de legumes e verduras da região, por cerca de US$ 600 a tonelada ou em reais o equivalente a R$ 1.970.

A empresa explica, que o valor alto é porque ela precisa produzir todos os componentes da máquina a partir do zero. Mas ela também acha que os valores do gás irão diminuir em pouco tempo, já que a tendência é de que haja um aumento da produção de gás e da procura pelo produto.

 

Rússia declara que Putin e Trump têm muito o que conversar

A sede do governo da Rússia, o Kremlin, declarou recentemente que Vladimir Putin, o presidente russo, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, terão uma longa conversa durante o Fórum de Cooperação Econômica da Ásia-Pacífico (Apec), que acontecerá no Vietnã em novembro.

O Kremlin e a Casa Branca já declararam que a reunião entre os dois chefes de Estado deverá acontecer a sós. Durante a realização da Apec, os dois também são esperados em outras reuniões com os líderes dos principais países asiáticos.

Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, ressaltou que existem muitos assuntos para serem tratados entre os dois presidentes. Ele destacou que uma longa conversa entre ambas as partes seria algo benéfico para os interesses tanto da Rússia, como também dos Estados Unidos.

O porta-voz adiantou que o conflito na Síria é um dos temas que precisam ser debatidos, tendo em vista que a solução para essa questão requer esforços dos dois lados.

Em entrevista recente concedida à rede de televisão norte-americana “Fox News”, o presidente Donald Trump destacou que o presidente Vladimir Putin é importante para os interesses dos Estados Unidos, e que o líder russo tem o poder de auxiliar  na questão que envolve a Coreia do Norte.

Donald Trump ainda disse na entrevista que, entre as questões que planeja tratar com Vladimir Putin, estava a questão da Ucrânia. Há alguns anos, a Rússia anexou a região da Crimeia, que até então pertencia ao estado ucraniano, e recebeu duras críticas e sanções internacionais por conta disso.

As relações diplomáticas entre os governos russo e norte-americano passam por um dos seus piores momentos desde o ano de 1991, com a queda da União Soviética, apesar de existir uma simpatia pessoal já conhecida entre Trump e Putin.

A razão disso está no fato de que diversos organismos e instituições dos Estados Unidos, incluindo o serviço de segurança e o Senado do país, estão investigando atualmente uma possível influência e intervenção russa durante as eleições dos Estados Unidos de 2016. Também existem indícios de que haviam vínculos entre pessoas ligadas a campanha de Trump e o Kremlin.

 

Homens e mulheres se comportam igual no trabalho, revela estudo de Harvard

Embora a desigualdade de gênero ainda seja notada na diferença salarial entre homens e mulheres do mundo todo, um estudo feito nos Estados Unidos mostrou que homens e mulheres se comportam da mesma forma no trabalho. A revelação elimina toda aquela velha história de que os homens trabalham mais que as mulheres, mesmo eles ocupando cargos iguais. Contudo, a Harvard Business Review destaca que essa desigualdade de gênero não deveria existir, pois os dois gêneros conseguem produzir em escalas iguais no ambiente de trabalho.

O estudo realizado pela escola de Harvard contou com sensores que foram anexados em 100 pessoas que se voluntariaram para a pesquisa. Através dos sensores, os pesquisadores puderam rastrear todos os hábitos que cada uma das pessoas tinha no ambiente de trabalho. Sendo assim, eles puderam analisar se homens e mulheres trabalham de forma diferente quando ocupam o mesmo cargo.

Dentre os hábitos avaliados, os pesquisadores analisaram o volume da fala, os movimentos, a produtividade do dia, a aproximação entre a equipe de trabalho, entre outros fatores determinantes entre cada um dos indivíduos. Nessa análise, os pesquisadores tentaram responder questões comuns que ainda perpetuam pela sociedade, como qual dos dois gêneros conversa mais no trabalho, qual deles passa mais tempo ocioso, e se os dois gêneros são muito diferentes no trabalho. Essas questões poderiam explicar porque a diferença salarial é tão comum entre todas as sociedades, mas o resultado apontou que essa desigualdade de gênero não pode ser explicada por comportamento diferente no ambiente de trabalho.

Os pesquisadores de Harvard apontaram que não há nenhuma evidência que comprove que os dois gêneros atuam de forma diferente no ambiente de trabalho. O estudo aponta para uma “igualdade quase surpreendente”. Também foi destacado que ambos os gêneros têm hábitos de trabalho muito semelhantes, como a interação entre colegas, a liderança no trabalho, entre outras coisas.

O estudo feito por Harvard tem o objetivo de discutir sobre a desigualdade de gênero como um problema da sociedade, ao contrário do que muitas pessoas usam como desculpa para justificar os salários menores das mulheres.

 

Um site reposta 6 coisas que fazem mal tanto quanto o cigarro

Saúde começou a obrigar a todos os fabricantes incluírem imagens das mazelas que o consumo desse produto acarreta. E já faz muito tempo que não pode ser mais veiculado comerciais televisivos de cigarro, e isso tudo não é à toa. O cigarro é o maior responsável pela grande ocorrência de câncer de pulmão.

No entanto, muita gente não reconhece como outros hábitos podem se tornar tão nocivos quanto o tabagismo, e foi pensando nisso que o site Norte Americano, Bussines Insider reportou 6 exemplos que estão bem presentes no dia a dia das pessoas.

Viver sozinho

Pesquisadores dos Estados Unidos realizaram uma pesquisa onde eles avaliaram informações sobre estilo de vida das pessoas de mais de 3 milhões de pessoas. Um dos resultados que eles obtiveram foi que o estilo de viver eremita, aquele que a pessoa se isola do convívio com outras pessoas, tem uma expectativa de vida 32% mais baixo das demais pessoas.

Sedentarismo

Caracteriza-se com uma vida sedentária, um estilo de vida com ausência ou baixa quantidade de atividades físicas. Isso já é considerado o mal do século, ainda mais em profissões onde a pessoa passa o dia sentado.

Maus hábitos alimentares

Com a vida profissional cada vez mais exigente, pessoas voltam para a casa estando cansadas e acabam dispensando uma boa comida por algo rápido e pouco nutritivo.

Dietas com muitas gorduras e açucares podem desbalancear o organismo e causar doenças sérias. Então pessoas que levam esse estilo de vida estão arriscando a saúde tanto quanto um fumante inveterado.

Sono irregular

Ter o hábito de dormir pouco ou o de dormir muito pode ser muito prejudicial à saúde. A Organização Mundial da Saúde já reportou há alguns anos noticiou que dormir pouco aumenta consideravelmente o risco de doenças cardiovasculares, num patamar similar a de um fumante.

Bronzeamento artificial

Um estudo realizado em 2014 noticiou que o bronzemanento artificial tem sido responsável por milhares de casos de câncer de pele, assim com o cigarro é responsável pela grande incidência de câncer de pulmão.

Narguilé

Vários estudos já provaram que uma sessão de Narguilé é equivalente a fumar 100 cigarros.