As autoridades dos Estados Unidos estão preocupadas com a nova droga “morte cinza”

Uma nova droga chamada “morte cinza” tem sido associada a um punhado de overdose letal no Sul dos Estados Unidos, mas ninguém sabe exatamente os elementos que compõem a droga ou de onde ela vem. A droga, que é uma mistura de opiáceos, pode matar em doses muito pequenas e é bastante semelhante a pó de mistura de concreto.

“Quando ouço falar de algo novo como a morte cinza, o meu primeiro pensamento é: ‘Existe algum novo composto que ainda não descobrimos?'”, disse Donna Iula, diretora de química forense da Cayman Chemical, uma empresa de biotecnologia que trabalha com laboratórios federais e estaduais de criminalidade para identificar drogas de rua desconhecidas.

Nos últimos quatro meses, a polícia da Geórgia apreendeu cerca de 50 lotes de morte cinza em todo o estado, sendo o metrô de Atlanta um importante ponto de distribuição da droga. A droga também começou a surgir no Alabama, Ohio e Pensilvânia, segundo as autoridades locais de cada estado.

Porque os ingredientes mudam de amostra para amostra, cada lote de morte cinza é um mistério – até a sua cor possui variação. “Até hoje, não tenho ideia do que o torna cinza”, disse Deneen Kilcrease, um químico forense do Laboratório de Criminalidade da Georgia Bureau of Investigation. “Nada que compõe a droga deveria dar essa cor.”

Os investigadores encontraram uma variedade de opioides em amostras de morte cinza. “Essas substâncias químicas são todas muito potentes e muito mortais isoladas, mas nas mãos erradas, torna-se uma rota rápida para o necrotério”, disse Iula.

“Houve várias overdoses e mortes por overdose relacionadas ao consumo da droga na Geórgia e no Alabama”, disse um relatório da Área de Tráfico de Drogas de Alta Intensidade do Golfo. Os especialistas em toxicologia relataram que os resultados da autópsia ainda estão pendentes para os casos da Geórgia.

Dois dos homens que consumiram a droga tiveram uma overdose em Auburn, Alabama, de acordo com o relatório. Um dos homens injetou a droga, e o outro bufou. O relatório ainda revelou que quando um dos usuários de drogas desmaiou, o outro homem tentou ressuscitá-lo antes dele ter uma overdose.

Como os testes de laboratório só podem pegar apenas um ingrediente, como heroína ou fentanil, ainda poderá acontecer outras overdoses por causa da morte cinza, segundo Kilcrease.

A Geórgia confirmou seis mortes por causa do opioide U-47700 e 12 mortes por causa do furanilfentanil somente neste ano, relatou Kilcrease. “Você pode jogar qualquer coisa em um saco e chamá-lo de morte cinza”, disse Iula. “Vai variar constantemente, e isso vai manter os químicos e os médicos examinadores bastante ocupados tentando descobrir a fórmula verdadeira.”

Em novembro, a DEA listou o U-47700 como droga da Lista I, uma categoria restritiva para drogas com alto potencial de abuso. A agência tomou esta medida de emergência após dezenas de mortes em todo o país. “Substâncias como o U-47700 são muitas vezes fabricadas em laboratórios ilícitos no exterior, a identidade, pureza e quantidade são desconhecidas, criando um cenário de roleta russa para qualquer usuário”, disse a DEA em um comunicado.