Lote de linguiça calabresa defumada é interditado pela Anvisa

Resultado de imagem para Lote de linguiça calabresa defumada é interditado pela Anvisa

Lote de linguiça do tipo calabresa defumada é interditado pela Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária, por apresentar irregularidades na composição. A marca que teve o lote interditado, é a Frigosantos, que também está envolvida nos escândalos sobre a carne estragada. Segundo informações da Anvisa, a análise de microrganismos constatou Estafilococus coagulase positiva. A publicação do Diário Oficial da União, afirma que o recolhimento do produto acontecerá durante 90 dias, nesse período o frigorífico ficará proibido de comercializar ou fabricar produtos que pertença ao lote com validade 30/04/2017.

A confirmação do lote irregular, veio através de testes laboratoriais realizados pela Lanagro – Laboratórios Nacionais Agropecuários. Segundo as análises, a empresa que fabricou o lote, Indústria e Comércio de Carnes Frigosantos Ltda, apresentou condições sanitárias irregulares no lote de linguiça tipo calabresa defumada. A quantidade do Estafilococus coagulase encontrada no lote da Frigosantos, estava acima do permitido pela lei.

Desde 2001 existe um regulamento técnico com padrões microbiológicos específico para alimentos, que serve para auxiliar todas as empresas do ramo alimentício a se adequarem as normas sanitárias. Esses padrões publicados pela Anvisa, relatam primeiramente a proteção à saúde do consumidor. Os padrões têm como medida prevenir que a população seja lesada com a compra de um alimento impróprio ou adulterado. Os infratores que descumprem esses padrões e outras normas da vigilância sanitária, poderão ser penalizados por crime contra o consumidor.

A empresa Frigosantos se posicionou dizendo que está inconformada com o resultado da análise feita pelo laboratório e que já fez o requerimento de uma análise de contraprova para verificar a veracidade dessa análise. Os representantes da empresa relataram que as normas de vigilância sanitária são sempre seguidas na fabricação de seus produtos. Além disso, a Frigosantos avaliou que seus demais produtos foram analisados e nenhum deles apresentou alguma irregularidade, exceto a linguiça do tipo calabresa defumada. O recolhimento já está sendo feito pela empresa, que espera ansiosamente pela contraprova para voltar a fabricar o produto.

No meio disso tudo, quem sofre é o consumidor que não sabe mais em quem confiar. Carne estragada, azeite adulterado, linguiça com microrganismos, são tantos crimes contra o consumidor que fica difícil escolher um produto de qualidade na hora de comprar. O que não pode acontecer é o consumidor abaixar a cabeça e continuar comprando esses produtos irregulares. A primeira coisa a se zelar é a saúde, assim como a própria Anvisa já determinou, portanto, comprar produtos irregulares sabendo desse erro, é o mesmo que contribuir para que as empresas continuem fazendo isso. O mesmo vale para a carne, se ainda existir pessoas que comam carne estragada, as indústrias continuarão a distribuir carne estragada para a população.

 

Veja a importância de não comer carne.